terça-feira, 6 de outubro de 2009

É verdade, eu comprei...

Bem, já que o Mansur, meu ex-chefe lá da Época, me dedurou no blog dele mesmo, tá na hora de contar. Não resisti ao IPI reduzido e...comprei um carro. Comprei não. Vou alugar durante aaaaanos até ele ser meu um dia, rs.

Mas, como digo na entrevista, vou usar o meu primeiríssimo possante com muita moderação. E seguir explorando SP a Pé!

:o)

6 comentários:

Vladimir "Charles" Brown disse...

Desta vez, não esquece de checar no DETRAN se não tem uma moto rodando por aí com a mesma placa, né?

João El Helou disse...

Carro é bom, mas concordo com Débora: com muuuuuita moderação. Do contrário perdemos diariamente a intensidade da poesia espalhada pela nossa metrópole. Adoro deixar o carro na garagem (já perdi uma bateria novinha por conta disso... 250 pilas) e sou fã de carteirinha (ou melhor, de bilhete único) do Sacomã-Ceasa 477A. Garanto que a cada dia se ganha uma bela crônica paulistana. Abaixo o carro. Abaixo o táxi. Viva o busão.

E agora tchau. Porque o Sacomã não me espera. Sou eu quem espero ele. Mas é pouquinho.

Lili disse...

Eu não fui incluída no seguro =(

hahahahahahahaha

Olívia

Beta disse...

eu lí uma reportagem falando sobre isso na vida simples desse mes...em breve deve estar no site/blog deles e te mostro!

vc vai me levar pra tomar xuveti, Tia!?

:P

Tati disse...

Tenho carro e uso com moderação. Banco, contador vou a pé.. para o centro deixo o carro na estação Tucuruvi e me aventuro de metrô, alías sou fã do deste transporte. Carro só mesmo para fazer compras e viajar.

Bjs.

Vitor disse...

Puxa, quando eu descubro seu blog, tb descubro que vc comprou um carro! Sacanagem... lol. Viver no centro e fazer a pé economizaria seu tempo e stress. Mas boa sorte aí no trânsito. Eu vou de bike. ;)